O fundamental papel da comunicação na gestão de crises

Toda empresa se preocupa com a gestão de crises, mas nem todas levam a sério o papel da comunicação nesse processo. Isso pode ser um grande erro!

Um dos maiores medos de qualquer gestor ou proprietário de uma empresa é enfrentar uma crise, afinal, isso afeta diretamente a imagem da empresa e, consequentemente, suas vendas.  Por isso, o assunto gestão de crises tem sido cada vez mais comentado em pequenas ou grandes corporações.  

Só que nem todo mundo considera ou entende o papel da comunicação nesse cenário. A verdade é que ela não é apenas importante para gestão de crises, é essencial. Sem uma boa estratégia, é pouco provável que a companhia saia desse cenário.  

Comunicação interna e gestão de crises  

O primeiro erro comum é acreditar que quando falamos em comunicação estamos tratando apenas de aparecer na mídia. Comunicação envolve vários tópicos, desde o relacionamento com funcionários até esclarecimentos públicos. Além disso, é o principal canal de relacionamento entre empresa e cliente.  

Com a contratação de uma equipe focada em comunicação, é possível alcançar o público-alvo com mais assertividade, melhorar a imagem da marca e até ganhar mais reconhecimento dentro do setor do qual faz parte.  

Comunicação e os funcionários  

Além da questão da imagem da marca, comunicação interna também é fundamental para manter os funcionários engajados e alinhados aos ideais da empresa. Ações internas promovidas pela equipe de comunicação facilitam que a cultura da organização seja espalhada para todos os trabalhadores. 

E, se formos relacionar à gestão de crises, é importante pensar que uma boa gestão é feita de forma preventiva. Mesmo se a empresa nunca tiver passado por algo desse tipo, precisa estar preparada e contar com o apoio dos colaboradores para que tudo volte ao normal. 

Porém, esse apoio dos funcionários não é solicitado assim, de última hora. Deve ser uma construção. Se a comunicação interna não é feita da forma correta, as equipes ficam insatisfeitas. Seus colaboradores são potenciais divulgadores das coisas boas (e ruins) da sua companhia. Faça com que eles tenham mais coisas positivas a serem faladas.  

Deixe todos cientes  

E, se a crise ocorrer, é também com um bom plano de comunicação interna que tudo pode ser esclarecido para os funcionários, como o que de fato ocorreu e quais são os próximos passos a serem tomados.  

Capacitação de gestores 

Uma crise de imagem pode surgir das coisas mais simples. Em 2017, bombou na internet o compartilhamento de piadas sobre os salgadinhos Ruffles, que o público dizia ser um “saco cheio de ar”.  

O fato é que nada específico tinha ocorrido para o assunto ser levantado, mas ele simplesmente viralizou. A marca soube aproveitar o assunto para uma campanha e explicou, com detalhes, os cuidados com a conservação das batatas.  

A verdade é que essa é uma situação que foi simples de ser resolvida. Porém, considerando que muitas crises são mais complicadas e que, como vimos, podem surgir a qualquer momento, é preciso estar sempre preparado para um possível – e necessário – pronunciamento por parte dos gestores.  

A comunicação entra aqui mais uma vez como aliada. Especialistas podem ser contratados para treinar os gestores ou qualquer outro representante para que os mesmos saibam se portar em situações públicas e como transmitir as mensagens da melhor forma possível, seja para o público, seja para a imprensa.  

Comunicação com a imprensa 

Por fim, a comunicação bem estruturada é ideal para que sua empresa mantenha uma relação com veículos de notícias, renomados ou não, o que se torna essencial na hora da gestão de crises.  

Um simples post de um cliente em uma rede social pode viralizar e ir parar em um portal de notícias. A partir daí, sua equipe de comunicação precisa estar pronta para entrar em contato e se posicionar em relação ao ocorrido.  

Agora que você sabe a importância da comunicação na gestão de crises, já pensou se a sua empresa está preparada para enfrentar essa situação? Leia nosso conteúdo e chegue a uma conclusão!  

 

No comments yet! You be the first to comment.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *