Como detectar pautas jornalísticas importantes em meio ao volume de informações que recebemos

Em meio ao volume de informações, fica cada vez mais difícil definir pautas jornalísticas de qualidade. Veja quatro dicas para melhorar seu trabalho.

A criação de boas pautas jornalísticas vem do acesso a boas informações. Acesso que, hoje, está mais prático do que nunca. Quem é jornalista sabe que, em alguns casos, nem é mais preciso correr atrás da notícia, ela chega por diferentes meios. 

Mensagens do públicoredes sociais que não param de ser atualizadas, ligações, incontáveis e-mails das assessorias de imprensa, fora o bom  e velho boca a boca fazem parte do dia a dia de quem trabalha com notícias.  

Informações em excesso  

São tantas novidades que nos chegam o tempo todo que, não por acaso, alguns estudiosos dizem que estamos vivendo um período de obesidade informacional.  

Isso significa que, por um lado, a quantidade de informações fáceis de serem encontradas tornam o trabalho mais simples. Por outro, somos bombardeados por novidades o tempo todo e não há uma divisão clara sobre o que é útil ou não.  

Tudo isso pede um olhar ainda mais crítico por parte do jornalista.  

 

Pautas jornalísticas: como identificar quais tem qualidade?   

Todo bom jornalista já tem um olhar apurado e atento para notícias. Porém, com tanta informação chegando, fica difícil reconhecer o que de fato é uma pauta jornalística que pode se tornar reportagem de destaque.    

Você já sabe que é preciso pensar no impacto e relevância da informação, se será possível conseguir uma boa fonte para falar sobre o assunto, entre outros pontos. Mas que tal fugirmos um pouco dessas dicas óbvias e irmos além?  

 

4 dicas para otimizar suas pautas jornalísticas  

1) Jornalismo de dados 

Uma das principais tendências do jornalismo, que já está ganhando destaque em alguns veículos de comunicação, é o jornalismo de dados.

Da mesma forma que o próprio comunicador sofre com a quantidade em excesso de informações, o público também sente dificuldades. 

Como jornalista, hoje, mais do que comunicar, você pode ajudar a interpretar. É importante noticiar o resultado de uma pesquisa, mas isso pode ficar ainda mais interessante com gráficos e comparações com anos anteriores, por exemplo.  

Dar mais atenção para pesquisas ou até mesmo releases dos mais diversos setores pode abrir um leque de opções para estudos de dados que geram matérias enriquecedoras.  

 

2) Pense fora da caixinha  

Uma pauta pode chegar até você parecendo pouco interessante, mas reunindo sua experiência e uma dose de criatividade, pode se tornar algo totalmente diferente.  

Quer um exemplo? Um release simples sobre um novo restaurante na região pode gerar uma grande pauta sobre a abertura de novos empreendimentos ou quem sabe novas tendências culinárias.  

Mesmo com tanta informação chegando o tempo inteiro, às vezes ainda vale a pena não ficar esperando por uma boa pauta, mas, sim, criá-la.  

 

3) A pressa é inimiga da perfeição  

Essa pode ser uma dica um pouco utópica para alguns profissionais, mas ainda é válido lembrar: se tiver a oportunidade, trabalhe sua pauta com calma.  

Justamente pela oportunidade de o próprio público trazer novidades o tempo todo, parece que as redações jornalísticas estão cada vez mais apressadas. Até porque dar aquele furo de reportagem segue sendo uma grande conquista. 

Porém, em alguns casos, dar uma notícia correndo pode torná-la apenas mais do mesmo, e outros veículos de informação falarão exatamente o que você vai comunicar.  

Que tal separar um tempinho para apurar a pauta com mais calma, estudar os acontecimentos e os diferentes pontos de vista envolvidos, além de conseguir um bom especialista que ajude você a tornar o assunto ainda mais envolvente?  

Se tiver a oportunidade de fazer isso, abrace-a. Pode ser uma grande chance de fazer um conteúdo diferenciado, de qualidade, e que chame atenção do público. 

 

4) Assessoria de imprensa ainda é muito importante  

Pode ser muito mais dinâmico olhar para as redes sociais em busca do que está acontecendo. Os internautas colaboram muito para que surjam novas pautas  jornalísticas o tempo todo.  

Porém, não é hora de deixar a assessoria de imprensa de lado. Dinamismo nem sempre traz qualidade. Nas redes, qualquer um pode falar qualquer coisa, e não é difícil que você acabe perdendo tempo com alguma informação inverídica. 

As assessorias de imprensa trazem conteúdos já semiestruturados, bem apurados, e servem como ótimo braço direito para que você consiga uma fonte interessante sempre que precisar.   

Uma atitude que pode tornar a relação com as assessorias ainda mais efetivas é dar pequenos feedbacks, demonstrando quando alguma pauta não tem a ver com os assuntos que você procura, por exemplo.  

Por parte das assessorias, você também notará que elas estão cada vez mais disponíveis para irem além do mero atendimento e prontas para construir um relacionamento proativo com seu trabalho.

No comments yet! You be the first to comment.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *