O cenário digital e a necessidade de adaptação do jornalismo

Com o cenário digital e novidades como as redes sociais, há necessidade de mudanças no dia a dia do trabalho jornalístico.

Por muito tempo, o jornalismo serviu como principal meio para a sociedade se manter informada. Afinal, os jornalistas são responsáveis por interpretar e traduzir as mais variadas informações. Porém, o cenário digital trouxe uma nova realidade para o dia a dia da profissão. A maneira de consumir e produzir informação mudou.  

Se antes os jornalistas eram os principais porta-vozes dos acontecimentos relevantes para a população, as redes sociais apareceram como grandes concorrentes a esse papel. Hoje, muitas pessoas se informam por meio do que é compartilhado no FacebookInstagram e Twitter, por exemplo.  

Surge então, a necessidade de adaptação por parte dos jornalistas, que precisam encontrar novas formas de se tornarem relevantes no mercado e, ao mesmo tempo, reconquistar o público. Pensando nisso, trazemos nesse conteúdo alguns dos principais pontos que exigem, hoje, uma readaptação por parte desses profissionais.  

 Jornalismo no cenário digital: redes sociais 

Como falamos, as redes sociais se tornaram bastante relevantes quando o assunto é informação. Só que elas, além de aproximarem os grandes veículos do público, também permitiram que qualquer pessoa produza conteúdo e compartilhe para muita gente ver.  

Nesse texto do Observatório da Imprensa, por exemplo, a jornalista americana Simone Stolzoff chama esse momento de “era da informação compartilhada”. Isso porque, realmente, as pessoas leem muito mais conteúdos jornalísticos que chamaram atenção em uma rede social.  

Então, os veículos têm se esforçado para encontrar formas de se destacarem nas redes sociais e chamarem atenção em meio a uma imensa variedade de textos, vídeos, imagens e posts. Não por acaso os jornalistas têm apostado em títulos que chamam atenção e geram cliques.  

Cliques e qualidade  

O problema é que títulos com bons gatilhos para cliques de nada adiantam se o conteúdo não for bom de verdade. O público está cada vez mais exigente com tudo que consome, incluindo informação.  

Então, os consumidores assíduos do jornalismo estão cada vez mais de olho na qualidade da informação e criticando publicamente os veículos que não entregam isso. 

Além disso, estamos em uma época em que a reputação do jornalismo mudou muito. Graças a disseminação de fake news, parte do público passou a acreditar que a mídia esconde muitas coisas ou publica mentiras. A verdade é que há uma confusão do que realmente é verdade. 

Os jornalistas precisam lutar pela reconquista da credibilidade. Um bom passo para isso é apostar no bom jornalismo, no qual a qualidade ganha mais relevância do que a agilidade – ou pressa – para informar.  

Oferecendo conteúdos confiáveis, com fontes relevantes e dados que mostram a veracidade das informações, os jornalistas podem também encontrar um espaço para reeducar o público sobre a importância de buscar veículos que passam essa credibilidade.  

SEO para notícias  

Hoje, ter um bom posicionamento no Google é importante para qualquer empresa. Não seria diferente com as empresas de notícias. Por isso, jornalistas que querem avançar no mercado precisam ter conhecimento sobre as técnicas de otimização de SEO (Search Engine Optimization). 

No caso do jornalismo, o SEO ainda tem mais especificidades, já que além de ficar bem ranqueado no Google em geral, existe o objetivo de fazer parte do Google Notícias.  

Mais do que otimizar os textos em si, é importante lembrar de manter o próprio site completamente otimizado, para que ele ganhe relevância na plataforma. Um site bem visto pelo Google tem mais chances de ranquear conteúdos.   

Além disso, existem algumas regras básicas, como organizar a estrutura das URLs e tornar o carregamento das páginas ágil. É possível conseguir mais informações sobre o assunto em conteúdos como esse. 

A verdade é que os jornalistas terão que, cada vez mais, se preocupar com detalhes de seus conteúdos. O desafio é conseguir fazer isso no cenário digital, sendo que o mercado jornalístico gera muita demanda, mas está em crise. Um primeiro passo pode ser ter mais cuidado na hora de definir quais pautas realmente são relevantes.  

Quer ler mais sobre o assunto? Saiba como detectar pautas jornalísticas importantes em meio ao volume de informações que recebemos. 

E os assessores de imprensa?  

Do outro lado, os assessores de imprensa que querem manter um bom relacionamento com essa nova imprensa também precisam atualizar seus métodos no cenário digital. Apostar em SEO e em outras novidades como o linkbuilding é fundamental. Além disso, mais do que nunca é preciso analisar dados dos clientes.   

Mestieri PR está preparada para as novas tendências, aproximando clientes e imprensa com pautas relevantes e completas.  

No comments yet! You be the first to comment.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *